Home > Mensagens pastorais > Fé para as eleições – 2014

FÉ PARA AS ELEIÇÕES 2014

Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme“. Provérbios 29.2

Deus deseja que homens tementes a Ele estejam inseridos em todas as esferas da sociedade, homens que temem a Deus fazem a diferença onde estão. Vivem para o Senhor e suas vidas apontam para Jesus Cristo. Quando alguém que teme a Deus está à frente de alguma área na sociedade logo notamos a diferença. Lemos na Bíblia o livro dos reis ou crônicas, e notamos claramente o exemplo disso na vida do povo de Israel, quando um rei temente a Deus governava, o povo era abençoado e prosperava, mas quando ele era ímpio e servia outros deuses adorando-os e prestando cultos a eles, o resultado era uma catástrofe, tudo o que foi realizado pelo rei anterior era perdido, era como se fosse andar para traz. Tanto José no Egito como Daniel na Babilônia, foram exemplos de pessoas tementes a Deus que fizeram a diferença estando debaixo de governos ímpios, as coisas só não foram piores para o povo de Deus, porque eles estavam lá, ocupando alta posição no governo, eles estavam inseridos no governo.

No contexto bíblico religião e política são intimamente relacionados e isso é a cultura deles. Em nosso estado que é laico, mesmo que queiram separar as duas coisas elas caminham juntas, porque todo ser humano em si, é religioso e por mais que digam o contrário a religião está inserida na cultura de qualquer nação, sendo assim a cosmovisão e a crença de um indivíduo certamente influenciará em seu estilo de vida e implicará nas suas ideologias e planos de governo. Quando alguém é ímpio, certamente ele está ligado a uma religião que não é a de Deus, neste caso estará longe da sua aprovação e governará segundo o sistema político que achar melhor. Deus não está nessas políticas partidárias, Ele não abençoará de forma plena uma nação que estiver sendo governada por alguém que não o tema ou esteja comprometido com seu Reino eterno.

Por esse motivo Deus tem chamado homens e mulheres tementes a Ele para influenciar na política de nosso país, digo crentes de verdade e isso não significa que devemos votar pelos títulos tais como “irmão”, “pastor” ou “bispo”, e sim em pessoas, crenças e cosmovisões cristãs verdadeira, pois uma pessoa é o que ela acredita e não somente o que ela come.

Seu voto pode ser uma ferramenta de mudança e transformação, não vote por causa de preferência partidária ou por influência da mídia, mas por uma pesquisa, não somente do caráter do candidato como também da fé que ele tem, pois votar num ímpio é estar de acordo com a sua impiedade, isso significa ser conivente com seus pecados, Deus abomina isso. Vote consciente, vote usando a mente de Cristo, tenha fé para votar.